VI GRADUAÇÃO EM CAMPO Seminários de Antropologia Urbana 1

VI GRADUAÇÃO EM CAMPO Seminários de Antropologia Urbana 1

Apresentação

A cada nova edição, o evento A Graduação em Campo: Seminários de Antropologia Urbana das Ciências Sociais, já incorporado como atividade não apenas do NAU/USP, mas do próprio Departamento de Antropologia da FFLCH, apresenta novidades  no sentido de aprimorar e ampliar seu alcance. Se no ano anterior conseguimos incluir alunos de graduação de fora da USP, em 2007 a proposta, desde o planejamento da atividade, foi a  de  de estender a possibilidade de participação a graduandos de todo o país.É bem verdade que os estudantes cada vez mais têm acesso a congressos, seminários, encontros. No entanto, o evento A Graduação em Campo: Seminários de Antropologia Urbana das Ciências Sociais se distingue não só pela especificidade de área de conhecimento como pela exclusividade: nele, os protagonistas são alunos de graduação cujos trabalhos de conclusão, monografias e relatórios de pesquisa, na maioria das vezes, não ultrapassam os limitados horizontes das salas de aula, ou então jazem esquecidos em prateleiras e gavetas das salas dos professores.
A experiência tem mostrado, contudo, que muitos desses trabalhos apresentam interesse não apenas do ponto de vista didático, como aprendizado de técnicas de pesquisa, ou de exercício conceitual: trazem informações, apresentam novas perspectivas de análise, descobrem inusitados recortes de investigação e propiciam ocasiões de reveladoras experiências etnográficas. Não poucos constituem o primeiro e decisivo passo para a continuidade dos estudos pós-graduados;  nos tempos que correm, com os prazos exíguos e carência de bolsas, é conveniente trazer já uma bagagem não apenas teórica, mas resultados de trabalho de campo. Apesar das novidades já apontadas, que propiciaram contatos e trocas entre alunos de diferentes procedências e instituições, a edição de 2007 de A Graduação em Campo: Seminários de Antropologia Urbana das Ciências Sociais manteve, basicamente, a mesma orientação e formato desde que foi proposta pelo NAU, em sua primeira experiência, em 2002: é um evento que aposta na valorização do ensino e pesquisa na graduação.
20 DE AGOSTO  Abertura

Conferência InauguralProfa. Dra. Mariza Peirano (UnB)

21 DE AGOSTO, 16h, sala 8
O prazer e o estigma na cidade: considerações sobre práticas classificatórias em algumas instituições

Apresentação: José Agnello 

Cinemas pornôs em São Paulo
Alexandre Rosa, Anderson Vallerini, Cleber Alves, Danilo França (USP)Para além do quilômetro dois: um estudo antropológico sobre os usos do corpo e do espaço numa casa de prostituição feminina
Amanda Gomes Pereira (UFJF)

Balada de preto e balada de branco: festas e preconceitos à brasileira
Katucha Rodrigues Bento (ESP)

Classificação e estigmatização: uma abordagem etnográfica na escola
Marina A. Capusso, Nicolau Dela Bandera Arco Netto, Roberta K. Soromenho Nicolete (USP)

DebatedorAlexandre Pereira (Doutorando em Antropologia Social USP)

2019-05-31T11:33:04+00:00septiembre 4th, 2018|

About the Author:

Leave A Comment