Antonio Gracias Vieira2019-05-31T12:31:49+00:00

Antonio Gracias Vieira

Instituição: PPGAS-USP
Projeto de pesquisa em andamento: “Filho-de-santo ou ‘filho-de-encosto’? – Conflitos e aproximações nas disputas simbólicas e de mercado mágico-religioso entre Igreja Universal do Reino de Deus e Umbanda (8olsa de  Mestrado do CNPq )
Palavras-chave:Religiões afro-brasileiras; Pentecostalismo; Conflito Religioso

Resumo: Esta pesquisa pretende investigar as relações que se estabelecem, no campo religioso brasileiro, entre Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e Umbanda. Apesar do discurso demonizador neopentecostal, que classifica as religiões afro-brasileiras como “coisa do diabo”,  podem ser observadas várias trocas simbólicas entre essas denominações que, a princípio, parecem tão distantes. O que pretendo analisar são duas questões básicas para o entendimento das acusações que movem o conflito: o caráter de religiões prestadoras de serviço mágico-religioso que caracteriza tanto a IURD quanto a Umbanda (privilegiando a visão do consumidor desse serviço) e o papel, nessas religiões, da entidade Exu – tanto o que é construído pelas interpretações neopentecostais da IURD e é exorcizado no templo, quanto o que é construído pela Umbanda (o que atende os fiéis na tenda ou no terreiro). Trata-se de discutir uma parcela significativa da produção simbólica do terreiro e o que é “lido” e interpretado pelos “iurdianos” a partir dessa produção. Aqui você pode ler algo sobre o que é uma nau.

Linha de pesquisa no NAU: Formas de Religiosidade
Local da pesquisa: São Paulo-SP
Nível: Mestrando
Ano de ingresso no NAU: 2004