Ciméa Barbato Bevilaqua2019-03-02T20:17:50+00:00

Ciméa Barbato Bevilaqua

Instituição: Departamento de Antropologia UFPR
Projeto de pesquisa em andamento: O consumidor e seus direitos: um estudo sobre conflitos no mercado de consumo.
Palavras-chave: conflito, reciprocidade, direito
Alunos vinculados: Edimara Domingues de Oliveira (Mestranda), Judit Camilo dos Santos (Mestranda), Claudinei Uhlmann (Mestrando).Carolina Kaiss (iniciação científica)

Resumo: A partir do estudo etnográfico de conflitos nascidos de relações de consumo, em especial aqueles cujos desdobramentos envolvem a intervenção de instituições estatais de defesa do consumidor, este projeto propõe compreender o princípio da reciprocidade como substrato das relações estabelecidas no âmbito do mercado e com setores da organização estatal. Explorando as reflexões de Marcel Mauss no clássico «Ensaio sobre a dádiva», trata-se não somente de identificar as relações de dádiva nesses contextos, mas de entender tais domínios da vida social como desenvolvimentos lógicos e históricos da dádiva. O contexto empírico da pesquisa de campo é a cidade de Curitiba (PR).

Linha de pesquisa no NAU: Antropologia das sociedades complexas
Local da pesquisa: Curitiba (PR)
Nível: Doutora – USP

Líder (com Christine de Alencar Chaves, do Departamento de Antropologia da UFPR) do Grupo de Pesquisa «Dádiva, Estado e Relações de Mercado«, formado em 2002 na UFPR e cadastrado no Diretório Nacional de Grupos de Pesquisa do CNPq. O grupo tem por objetivo o estudo etnográfico e a reflexão teórica sobre instituições, relações e atividades que dizem respeito à organização estatal e à dinâmica do mercado. Trata-se de entender tais domínios da vida social contemporânea (e as instâncias de confluência entre ambos) à luz dos princípios gerais da reciprocidade e da hierarquia. 

Ano de ingresso no NAU: 1998